sexta-feira, 18 de abril de 2008

Nas Mudanças, O Encontro


Nos momentos de grandes mudanças em nossas vidas, sentimos uma grande confusão de sentimentos e um mal-estar que nos faz pensar em fugir daquela situação, ocupando o nosso tempo o mais possível, com telefonemas, encontros, passeios, tudo o que for necessário e que nos leve a um amortecimento da sensação de insegurança que o momento nos traz!

Perdemos alguma coisa e não sabemos ao certo o que nos acontecerá, para onde a vida está nos levando, o que devemos tentar conseguir, que caminho tomar. É claro que não é um momento nada confortável, pois sempre vem acompanhado de muito medo, este vilão terrível que nos consome a energia vital e nos afasta da Luz, colocando-nos numa situação extremamente desconfortável e quase que impotente, podendo nos adoecer, até.

Se fugimos para fora de nós mesmos, achando que este é o caminho menos doloroso, deixamos de fazer contato com o que existe de mais precioso em nós, o nosso Espírito, nosso Eu Superior, Aquele que tem as respostas, que traz o remédio, que nos aviva a esperança e que nos mostra o caminho a seguir. É tão bom quando a gente O sente, esta presença amiga e forte, acolhedora, que não nos cobra nada, não espera nada de nós, não marca consulta, mas está sempre disponível, quando procurada.

Tenho sentido a necessidade de promover este encontro mais e mais... a força e a segurança que passo a sentir, depois que me conecto com este meu centro de Luz são muito grandes! Um conforto imenso, uma serenidade que me apazigua e me preenche e tudo isto, em minha vida, tem se intensificado, principalmente, em fases de mudanças significativas, de perdas sofridas.

Acho que todos nós conhecemos bem momentos como esses. Sabemos, também, que mal-estar enorme é este que sentimos, em seguida a eles. Que impulso grande nos faz procurar falar, contar nossos problemas, sair para preencher o tempo, ver televisão, ouvir rádio - enfim... fazer qualquer movimento que nos tire daquela sensação angustiante de insegurança e da falta de algo que já não é mais nosso, de uma vida que já mudou, de alguma coisa que já se foi... que talvez não fosse nem tão boa assim... mas que era conhecida, dava-nos uma sensação confortante de estar vivendo o conhecido.

Agora, sem que quiséssemos, estamos nos vendo diante de um futuro incerto, tendo que andar sem saber direito para onde, o que vamos encontrar, se vamos estar bem logo adiante. Lá, no nosso íntimo, nos espera o Grande Amigo! Dêem a Ele o nome que quiserem, para mim Ele é a Luz que existe em cada um de nós, o Amor e a Vida.

Pedindo ajuda para dentro, principalmente no silêncio, ela virá! Aparecerão sinais do que precisaremos fazer, amigos nos falarão de caminhos novos, sem que suspeitem da grande ajuda que nos estão dando, principalmente um sentimento de estar sendo atendido, de fazer parte de alguma coisa muito maior, de estar protegido, abraçado por um Amor imenso, certamente nos preencherá...

E assim, após cada mudança significativa na vida de cada um de nós, podemos ser mais nós mesmos, ao voltarmos para o lugar de onde partimos um dia, reconhecendo mais claramente quem somos, do que precisamos, com o quê realmente contamos!Voltar-se para o próprio Eu é dar as costas à solidão, encontrando finalmente o verdadeiro Amor, que sempre esteve presente, no silêncio mais profundo de nosso coração.

por: Maria Cristina / Aninha

Um comentário:

tatiana disse...

nossa legal, era exatamente o que eu precisava para agora, veio bem a calhar com o que estou passando ,obrigada por compartilhar,isso me confortou mto